Sábado Dezembro 20, 2014
PÉ do ouvido  //  PE Vídeos  //  Balaio de Aço faz releitura original para obra de Luiz Gonzaga
08
Ago 2012
PDF
Imprimir
E-mail

Projeto Gonzaga em 10 movimentos marca as comemorações do centenário do Rei do Baião

"Há tempos eu não via um power trio tão conciso como o "Balaio de Aço"! Lello assume com muita categoria a liderança no palco, e dá um show de timbre e efeitos com sua stratocaster recheando o groove de Kelvin e Ivan, baixista e baterista. Sua mão direita não nega influências de Hendrix e Steve Ray e é principalmente ela quem dá muito "swingue roqueiro" às músicas de Luiz Gonzaga”

Mônica Agena (Guitarrista - Natiruts e Moxine)

 

 DSC0508baixa
Foto Jorge Feitosa


Com formato pouco convencional e arranjos de instrumentos não usuais para o universo do forró, a banda Balaio de Açoconvida diferentes públicos para conhecerem outras possibilidades da música do Gonzagão, com o projeto GONZAGA EM 10 MOVIMENTOS. O grupo substitui o choro da tradicional sanfona pelos efeitos percussivos da guitarra elétrica sem perder a forte influência da cultura nordestina.

Formado por Lello Bezerra (voz e guitarra), Kelvin Melanias (contrabaixo) e Ivan de Castro (bateria),  o Balaio de Aço escolheu um repertório de 10 passagens para traduzir  um pouco da vida e da obra do mestre e homenageá-lo no ano em que ele completaria 100 anos de nascimento. Na apresentação, a banda faz releituras inéditas que mesclam ritmos como o jazz, rock, soul, blues e música eletrônica às riquezas dos ritmos nordestinos, através de sons da guitarra suja do rock e a guitarra limpa do jazz.

“Pensei em construir harmonias desconcertadas que fugissem do tradicional. Quero homenageá-lo do jeito que eu gostaria de ouvir Gonzaga”, diz Lello Bezerra, caruaruense de 22 anos, que além de cantor e guitarrista é o idealizador do projeto.

O show de lançamento aconteceu em junho, no Espaço Cultural O Som do que Somos (Lapa), em São Paulo. O evento aproveitou a temática da festa junina e contou com a presença de parceiros, jornalistas, amigos e família e surpreendeu o público pela ousadia, agradando as diferentes faixas etárias presentes no local.

Veja mais

Áudio: http://soundcloud.com/balaiodeaco

Vídeo Ensaio: http://www.youtube.com/watch?v=JFm11rWXG2w

Página no Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=100003949454573&sk=info

Fotos do Show de Lançamento: http://madmag.com.br/estavamos-la/2012/07/06/musica-fotos-show-balaio-de-aco-espaco-som-que-somos-30-06/

 

BALAIO DE AÇO

 

image004LELLO BEZERRA - Natural de Caruaru (PE), o jovem músico desde que chegou a São Paulo vem despertando interesse por seu timbre único e cheio de personalidade na guitarra. Inspirado nos ritmos regionais e sempre atento às referências da música mundial Lello Bezerra é um autodidata.  Seu primeiro contato com a música se deu ainda menino, ao participar de uma aula de bateria. Pouco tempo depois ganhou o primeiro violão de sua mãe, onde começou a tirar as primeiras notas e se interessar por música. Naquela época Alceu Valença, Zé Ramalho,  Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Edson Gomes e Legião Urbana já faziam parte de seu repertório musical. Ao completar 13 anos, incentivado pela avó, seu interesse pela música aumentou, passando a mergulhar em métodos e estudar sozinho. Durante este período participou de alguns projetos em bandas de rock instrumental, forró e gospel, o que possibilitou ganhar experiências nos palcos. Aos 17 anos passou um período em Recife onde trabalhou profissionalmente pela primeira vez em uma banda de forró. Em 2008 chegou à capital paulista em busca de novas experiências, encorajado por seu tio, o artista plástico Gilson Bezerra - seu primeiro condutor amante da boa arte, literatura e música. A pesquisa musical de Lello Bezerra passa por nomes da literatura nacional e internacional como Henri Miller, Raquel de Queiroz, Hermilo Borba Filho e José Condé. Lello é também um grande apaixonado pela cultura nordestina e do cangaço. Na música destacam-se nomes como Hermeto Pascoal, Siba, Heraldo Du Monte, Milles Davis, Tom Zé, Novos Baianos, Raphael Rabelo, Jimi Hendrix, Trio Nordestino, Banda de Pífano de Caruaru, Chico Science e Nação Zumbi e outros. Em 2009, o músico foi aprovado no conservatório Leopoldo Miguez/ SP, onde eliminou 2 anos de estudo e teve seu primeiro contato com a teoria musical. Atualmente cursa especialização em Jazz na escola EM&T SP Escola de Música e Tecnologia. Além disso, teve passagens por alguns projetos musicais de colegas com diferentes estilos musicais, chegando a se apresentar em casas como o Café Paon, Café Piu Piu e na Virada Cultural de São Paulo. Enquanto prepara o seu primeiro projeto autoral, Lello entra num intervalo de seis meses para se dedicar ao projeto Gonzaga em 10 Movimentos.

Foto: Jorge Feitosa

Foto: Jorge FeitosaKELVIN MELANIAS - contrabaixista Kelvin Melanias, 19 anos, iniciou os estudos aos 11 anos, em São Caetano do Sul/SP, cursando seis meses de piano erudito. Parou seus estudos para iniciar um aprendizado em contrabaixo elétrico, no qual se identificou, fazendo assim, um ano de aula particular e tocando em igrejas onde adquiriu experiência.  Aos 15 anos entrou na Fundação das Artes de São Caetano do Sul, formando-se no curso Livre de Música em 2010. O músico participou do IX Festival de Música de Ourinhos, onde estudou com o contrabaixista e professor Itamar Collaço, num curso intensivo. Com formação profissional em contrabaixo elétrico na Fundação das Artes com o Professor Robertinho Carvalho, Kelvin Melanias ministra aulas de contrabaixo elétrico, toca em combos, big bands, além de acompanhar o Balaio de Aço no projeto Gonzaga em 10 Movimentos.

IVAN DE CASTRO - Iniciou na música aos 11 anos, tocando bateria em sua cidade natal São Bernardo do Campo/ SP. Aos 16 decidiu se dedicar apenas a música, estudando horas por dia aperfeiçoando cada vez mais sua técnica e conhecendo novos ritmos. Estudou com Willian Caran na Universidade Livre de Musica (ULM) e logo depois passou a estudar na Fundação das Artes de São Caetano do Sul/SP completando dois anos e meio. Lá Ivan estudou bateria com Dinho Gebara e Nelton Essi. Também participou do Grupo de Percussão e da Big Band da Escola. Desde então, Ivan vem realizando shows, workshops e apresentações em festivais ao lado de grandes músicos no Brasil e no exterior. Alguns trabalhos de destaque: Tagima Dream Team Festival (2008 e 2009), onde acompanhou grandes nomes da guitarra nacional como Cacau Santos, Marcinho Eiras, Edu Ardanuy, Vernon Neilly e outros, Fampop (2007, 2008, 2010 e 2011), Festival Baixo Brasil (2007, 2010 - EM&T SP), Festival Baixo Brasil (2009 EM&T Campinas), Gravação de DVD "Trio ao Molho" (2009 - EM&T SP). Além disso, Ivan realizou em 2009 a Clínica & Workshop de Musica Brasileira na Escola de Musica "EMU" em Buenos Aires ao lado dos Baixistas Ney Neto e Miqueas Santana, tocando também com o guitarrista argentino de Jazz Alejandro Demogli. Hoje, aos 23 anos Ivan vem se dedicando cada vez mais aos estudos e atuando na noite paulistana com bandas de baile, soul music, big bands, música brasileira, e desenvolve diversos projetos de musica instrumental e acompanha o Balaio de Aço no projeto Gonzaga em 10 Movimentos. 

REPERTÓRIO

Pagode Russo (1947) | Luiz Gonzaga / João Silva

Asa Branca (1947) | Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira

Baião (1949) | Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira 
Boiadeiro (1950) | Klécius Caldas / Armando Cavalcanti

Vem morena (1950) | Zé Dantas / Luiz Gonzaga

Sabiá (1951) | Luiz Gonzaga e Zé Dantas

Vida de Viajante (1953) | Luiz Gonzaga / Hervê Cordovil

O Xote das meninas (1953) | Zé Dantas / Luiz Gonzaga

Feira de Caruaru (1958) | Onildo Almeida

O fole roncou (1973) | Luiz Gonzaga e Nelson Valença

Compartilhe

Submit to Delicious Submit to Digg Submit to Facebook Submit to Stumbleupon Submit to Twitter Submit to LinkedIn
 

PE NA AGENDA CULTURAL

VISITANTES

Nós temos 1 visitante online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

prev
next

Festival Nacional do Making Of

O evento será realizado a partir do dia 21 de agosto até 30 de setembro no Centro Cultural dos Correios, no Recife. Para se inscrever, é preciso enviar, até o dia 10 de agosto, o currículo (máximo de uma lauda) e uma carta (máximo de 20 linhas) dizendo o motivo de querer participar da oficina, para o oficinas@fes­tivaldomakingof.com.br. A seleção dos alunos será feita pelos professores, através da análise de currículo e carta de intenção. Outras informações no site  www.festivaldomakingof.com.br.

PRODAV 2012

Estão abertas as inscrições para o PRODAV 2012, pitching da TV Cultura que vai selecionar produções audiovisuais para a televisão. O resultado desta primeira seleção será divulgado no dia 15 de agosto. O pitching acontece no mesmo mês, entre os dias 20 e 24. O prazo para as inscrições vai até 1º de agosto. Mais informações http://www.lumlab.com.br

7º Festival Cinefavela

Abertas as inscrições para o 7º Festival Cine Favela, evento dedicado exclusivamente à difusão de filmes produzidos por ONGs, associações, coletivos e periferias do Brasil e do mundo. São aceitos filmes de todos os gêneros e formatos. Os interessados têm até 31 de agosto para se inscrever através do site festivalcinefavela.com.br.

Edital CNIC

Estão abertas, até 10 de agosto, as inscrições para o edital de Habilitação de Entidades para Indicação dos Membros que Comporão a Comissão Nacional de Incentivo à Cultura. Para se cadastrar os interessados devem preencher o Formulário de Inscrição e reunir os documentos solicitados no edital. Outras informações: cnic@cultura.gov.br. (61) 2024-2137.

Funcultura Audiovisual

screen shot 2012-05-04 at 8.20.30 pm Secult e Fundarpe divulgam projetos habilitados para Defesa Oral. Confira aqui os projetos habilitados.

Direito de Autor e Interesse..

anaisDireito de Autor e Interesse Público. Está disponível GRATUITAMENTE para download a versão digital dos Anais do V Congresso De Direito de Autor e Interesse Público

Indicadores Preços da Cultura

Divulgada a pesquisa atualizada dos valores relativos ao mês de março. Clique nos links e acesse os indicadores de preços atualizados: ServiçosMão de Obra

Leia a matéria na íntegra no site do MinC (Fonte/Sefic/MinC)

Anuncie aqui!

Banner